Novidades

Por: comKids (Redator)

A deliciosa maratona da mostra competitiva de produções audiovisuais infantojuvenis do Festival comKids Prix Jeunesse Iberoamericano 2017 terminou na premiação de 31 criações de dez países da região.

Foram mais de 13 horas de exibições na mostra competitiva com 75 conteúdos finalistas de países como Brasil, Peru, Bolívia, Colômbia, Argentina, Equador, Chile, México, Uruguai, Espanha e Cuba. As seis categorias em disputa estavam divididas por faixa etária, gênero ou formato das produções. A cada exibição de categoria no Sesc Consolação e no Goethe-Institut, moderadores especialmente convidados pelo comKids, ouviam a plateia em uma sessão de debate sobre as produções em competição. Assim, antes da votação, o público podia levantar questionamentos e até dirigir suas dúvidas diretamente aos criadores das produções que estivessem no evento.

COMKIDS-DIA3-BAIXA_39

Hermínia Bragança, TV Brasil (Esq.) e Luiz Rangel, Goethe-Institut (dir.). Moderadores da categoria 12 a 15 anos não ficção. Foto: Danila Bustamante

COMKIDS-DIA4-BAIXA_79

Daniela Vieira (esq.) e Vanessa Fort (dir.). Moderadoras da categoria 7 a 11 ficção. Foto: Danila Bustamante

COMKIDS-DIA2-BAIXA_138

Renzo Amado, canal Ipe Peru, faz intervenção em debate. Foto: Danila Bustamante / comKids

O diálogo e troca de ideias antes da votação é uma marca do Festival comKids – Prix Jeunesse Iberoamericano. Os debates apoiam a decisão de voto e abrem reflexões valiosas do público sobre os conteúdos exibidos, a adequação dos programas ao público, a inovação em abordagem e narrativa, as formas de participação de adultos nas produções infantis e a representação da diversidade das infâncias e juventudes latino-americanas na TV. Quem esteve lá, pôde conversar com profissionais dos mais diversos países da região.

Teve direito à ficha de votação quem se inscreveu previamente e assistiu as sessões. Tudo de forma gratuita e democrática, para incluir nos debates e nas decisões de voto o público em geral. Foram exibidos 75 conteúdos finalistas, selecionados por um pré-júri, formado por especialistas internacionais. Para conhecer o pré-júri do festival, acesse aqui.

ID 190 - La Corporación D

La Corporación D, Cuba, Jose Angel Dieppa Brito. Conteúdo vencedor do prêmio comkids, divulgação.

ID 33 - Atrapasueños

Atrapasueños – Verito sueña en Pascuales (Equador, Mayfe Ortega e Beto Valencia). Ganhador do 2o lugar na categoria até 6 anos. Divulgação.

A curadoria do pré-júri teve que escolher em meio aos 168 conteúdos inscritos, muitos deles conteúdos de qualidade, e, por isso mesmo, o festival também deixou disponível ao público produções que não entraram na mostra competitiva como finalistas, em computadores instalados no saguão do teatro do Sesc Consolação, ciber-café.

Outro júri especial do festival, que a cada edição vai se consolidando como marca do evento, é o júri infantojuvenil, que contou com 62 integrantes! Algumas das produções finalistas também foram avaliadas por crianças e adolescentes, como valorização da escuta e da expressão desse público. A opinião deles vale prêmio no comKids – PJ Iberoamericano.

O júri infantil foi de crianças brasileiras do projeto Curumim, do Sesc-SP. Elas avaliaram produções audiovisuais, em português ou sem diálogos, dirigidas à faixa etária de 7 a 11 anos e fizeram exercícios de análise das obras. Já o júri adolescente infantil analisou produções feitas em espanhol para o público de 12 a 15 anos não ficção. E como os adolescentes eram americanos de famílias latino-americanas do Theatre Arts Production Company School (TAPCO NYC), eles avaliaram conteúdos em espanhol, também com espaço de reflexão sobre a obras após as exibições.

Além do júri infantojuvenil, a plateia do festival recebeu muita criança durante a semana de programação. Estiveram por lá mais de cem jovens e crianças do projeto Acorde, da Unibes Assistencial e crianças do projeto Curumim (Sesc-SP).
E teve mais novidade em 2017! A categoria conteúdos curtos, que reuniu conteúdos de até 4 minutos de duração, foi exibida no Goethe-Institut São Paulo e avaliada pelo público em uma sessão de exercícios de reflexão interativa sobre as criações. As produções vencedoras você confere aqui.

COMKIDS-DIA4-BAIXA_1

Crianças do júri infantil e Elke Franke (Vientos Culturales, México). Foto: Danila Bustamante.

COMKIDS-DIA3-BAIXA_62

Meninos e meninas do Unibes Assistencial foram ao comKids 2017, assistir a uma das sessões do Festival e aproveitaram para bater um papo com Soledad Suit (CNTV), produtora chilena. Foto: Danila Bustamante / comKids.

Os produtores que conquistaram o primeiro lugar nas categorias audiovisuais (à exceção da categoria Conteúdos Curtos) recebem a oportunidade de ir à Alemanha, em maio de 2018, para o Festival Prix Jeunesse Internacional, uma das competições mais relevantes do panorama mundial de conteúdos da TV infantojuvenil. O evento, realizado na cidade de Munique a cada dois anos, é referência no reconhecimento da qualidade e da inovação em produções audiovisuais de todo o mundo.

Os vencedores do festival viajam com muitas histórias para contar. Foi um festival inesquecível e nós, do comKids, já começamos a pensar nas próximas edições.
Quer saber mais da semana do festival comKids – PJ 2017? Clique aqui.

Clique aqui e viaje por nossos álbuns para ver as fotos completas do Festival comKids PJ Ibero 2017!

Clique aqui para visualizar os vídeos que foram produzidos no âmbito do 8o Festival comKids PJ Ibero!

equipe_destak2

Equipe comKids. Cerimônia de premiação. Foto: Danila Bustamante / comKids

Foto do destaque: Asquerosamente rico (Colômbia, dir. Maritza Sánchez) conteúdo vencedor da categoria 7 a 11 não ficção.