Novidades

Por: Giovana Botti (Redator)

Produtoras audiovisuais de micro, pequeno e médio portes poderão se inscrever no programa de capacitação e acesso ao mercado promovido pela APRO (Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais) e o SEBRAE  (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). O projeto foi lançado em São Paulo e será oferecido a empresas do mercado de produção audiovisual nacional. Os interessados já podem ser cadastrar.

O objetivo é aprimorar o mercado que vive o aquecimento de demanda por conta da Lei 12.485, que exige conteúdo audiovisual brasileiro nas grades da TV por assinatura. Além do tradicional eixo Rio-São Paulo, o programa também vai contemplar diferentes regiões brasileiras e oferecer capacitação a empresas de Belo Horizonte, Curitiba, Salvador, Brasília, Recife, entre outras capitais.

O programa de capacitação, orçado em R$ 4 milhões, terá duração de dois anos, vai possibilitar a entradas de novos agentes no mercado e aperfeiçoar quem já está no setor. Estão previstos cursos de qualificação técnica, formatação de projetos para leis de incentivo, desenvolvimento de produtos transmídia, roteiro e pitchings (encontros de negócios) para aproximar investidores, programadores, canais de TV e produtoras.

O programa ainda está em fase de formatação e só deve começar em abril. Os organizadores querem quantificar a demanda do mercado pelos cursos antes de finalizar a programação. Ao final dos dois anos de duração do programa, serão selecionados dez projetos para apresentação. Segundo Odete Cruz, gerente-executiva de capacitação, o momento é propício, pela demanda por mais qualidade na produção do audiovisual, de novos formatos e novas plataformas para produção de conteúdo, como games e jogos interativos. “Muitas marcas estão pensando em narrativas mais inovadoras para introduzir seus produtos”, explica.

O projeto também vai possibilitar o mapeamento do setor audiovisual brasileiro. Para entender esse novo cenário da indústria, serão levantadas informações sobre as características da mão de obra, o faturamento, seus desafios e a prospecção de novas oportunidades. “Vamos aproveitar o ano de Copa do Mundo, que vai trazer muitas produtoras internacionais ao Brasil, para movimentar novos negócios”, aponta Odete Cruz.

O curso será aberto a todo o mercado, não associados da APRO também poderão se inscrever e, segundo a gerente de capacitação, o valor da inscrição – ainda não definido – terá custo baixo. A iniciativa também tem o apoio da ABPITV (Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão), do SIAESP (Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo), da APEX Brasil e da Ancine – Agência Nacional do Cinema. Uma missão de benchmark, com representantes dessas entidades apoiadoras, vai ao Estados Unidos para entender como se deu o processo de estruturação do mercado de produção audiovisual norte-americana e aplicar, na prática do projeto de capacitação daqui, experiências inovadoras captadas por lá.

Programa de Capacitação para Produtoras

Para produtoras de micro, pequeno e médio portes                                                                     Inscrições pelo email: [email protected]