Novidades

Por: comKids (Redator)

É comum as crianças imaginarem como serão quando adultas e acreditarem que terão uma vida de liberdade e sem obrigações chatas. Afinal, não precisarão mais obedecer aos seus pais, professores e outros adultos que sempre estão por perto na hora da travessura, preparados para dispensar aquela bronca.

Com texto de Anna Muylaert, o livro “Um menino muito maluquinho” conta também com ilustrações de Ziraldo. A edição proveio de uma adaptação da série produzida pela TVERJ e exibida pela TV Brasil em 2006. A coleção com 10 títulos retrata o personagem em três diferentes idades: com 5 e com 10 anos e depois de adulto, refletindo e revivendo diversos momentos de sua vida. Será que o menino de ontem é o adulto de hoje?

9788506071342

Em “O Menino que Tinha uma Panela na Cabeça”, a presença do tempo é marcante. Lembrada por Maluquinho quando adulto, a história acontece no dia em que sua professora passou um dever de casa pra lá de instigante: fazer uma autobiografia.

Ao voltar para casa, todo animado, Maluquinho, está disposto a descobrir com os pais quais foram seus primeiros passos, e como ele se tornou “O Menino Maluquinho”. Logo na primeira pergunta, não houve consenso. O pai contava uma história e a mãe outra. Foi perguntar ao avô, à baba e até ao médico que o ajudou a nascer. Acabou conseguindo cinco versões diferentes, e nenhuma resposta.

Então, o menino conclui que uma autobiografia deveria ser feita por ele mesmo, e segue firme em reconstruir sua trajetória. No caminho, encontra um baú de memórias que, segundo o avô, serve “para saber como você vai ser quando crescer”.

Tendo sido bem-sucedida a tarefa, a professora se anima para pedir a próxima: uma autobiografia do futuro. Já com o olhar de um adulto, Maluquinho ri ao lembrar da redação que escreveu tempos atrás: “Quando eu crescer vou ser veterinário de manhã, depois eu almoço cheeseburguer e vou pro meu trabalho da tarde: jogador da seleção brasileira. Depois eu tomo um milk-shake e de noite vou pro meu show:
vou ser cantor”.

O episódio de TV “O Menino que Tinha uma Panela na Cabeça”, (criada por Cao Hamburger e Anna Muylaert, com direção de Cesar Rodriges e supervisão de Beth Carmona e Rosa Crescente), foi premiado no Japan Prize 2006, e finalista no Prix Jeunesse Internacional em 2006

1206258-250x250

Em Adivinha que Dia É Hoje?, Maluquinho vive o dia mais feliz do ano: seu aniversário. Nesse dia, dispensa o arsenal de despertadores dos quais é vítima toda manhã e acorda cedo e animado. Pula da cama pensando nos brigadeiros que vai comer, nos telefonemas que vai receber, nos beijos que a mãe vai lhe dar e, claro, nos presentes que vai ganhar…

Sobre a autora
Anna Muylaert nasceu em São Paulo, em 1964. É escritora, diretora e roteirista de cinema e TV. Dirigiu os filmes Durval Discos, É Proibido Fumar e Chamada a Cobrar. Na TV, participou das equipes de criação dos programas Mundo da Lua e Castelo Ratimbum (TV Cultura); Disney Cruj (SBT); Um menino muito maluquinho (TV Brasil) e As Canalhas (GNT). É autora dos livros VAI!, (Massao Ohno), O Diário de Bordo do Etevaldo, As memórias de Morgana e As Reportagens de Penélope (Cia. das Letrinhas), Gato e Sapato (Global Editora). É mãe de José e Joaquim.

Sobre o ilustrador
Ziraldo nasceu em Caratinga, Minas Gerais, em 1932. Começou sua carreira nos anos 1950 em jornais e revistas como Jornal do Brasil, O Cruzeiro e Folha de Minas. Autor de livros infantis, ilustrador e cartunista, Ziraldo tem suas obras traduzidas para diversos idiomas, entre eles, inglês, espanhol, alemão, francês, italiano e japonês. Seu maior sucesso, O Menino Maluquinho, com mais de 100 edições e 3 milhões de exemplares, tornou-se um ícone da literatura infantil brasileira.

A coleção sai pela Melhoramentos, editora há 123 anos no mercado.

Assista a um episódio clicando aqui: