Novidades

Por: Giovana Botti (Redator)

A TV Escola, canal do Ministério da Educação, vai lançar no segundo semestre deste ano um projeto digital
para estimular a interatividade no conteúdo e na distribuição dos programas.

Rafael Carneiro, coordenador de multimídia da TV, adiantou alguns detalhes do projeto durante o
Fórum Brasil de Televisão, realizado nos dia 4 e 5 de junho em São Paulo.

“Procuramos sempre trabalhar com projetos transmídia e não só audiovisual”, apontou Carneiro.
Segundo ele, o projeto vai criar novas possibilidades no site, nas redes sociais e na Revista

TV Escola

O Programa Sala de Professor, que tem professores do Ensino Médio como público e traz dicas
pedagógicas para o melhor aproveitamento do material em sala de aula, vai disponibilizar fascículos
interativos para tablets.

A Videoteca do site, que distribui vídeo on demand (VOD), terá ferramentas interativas e vai possibilitar
a inclusão de anotações. Ainda será possível separar trechos de um vídeo, a ser salvo em uma playlist,
para uso em sala de aula.

O projeto de distribuição digital da Revista Escola prevê objetos interativos e vídeos para o
aprofundamento do conteúdo.

Games

Como a TV não é voltada exclusivamente para o público de professores, a grade também inclui produtos para o
público infantil com vocação transmídia.

O programa Chico na Ilha dos Jurubebas, que estreou em abril no canal, nasceu em uma
edição do Fórum Brasil de Televisão e no comKids Inovação.

A série tem 13 episódios, com 13 minutos cada, e mistura animação com live-action para abordar conteúdos de Língua Portuguesa. Online, a experiência continua por narrativa transmídia e a ficção do menino Chico ganha contorno de desafio educativo em forma de games. “A gente quer que o jogo esteja ligado à história, um conteúdo complementar”, explica Rafael Carneiro.

Na internet, a série ainda oferece uma dica pedagógica, como sugestão para uso do programa em sala de aula, e as músicas dos episódios também podem ser baixadas pelo site.
Chico na Ilha dos Jurubebas é produzido pela Cara de Cão Filmes, com direção geral de Bebeto Abrantes.